Seguro DPVAT: como acionar o seguro DPVAT?

Você sabia que mesmo sem ter carteira de motorista qualquer pessoa tem direito a acionar o seguro DPVAT e ganhar até R$ 13.500? Todas as vítimas de acidente de trânsito causado por um veículo automotor, ou mesmo por sua carga, pode e deve exigir a indenização do DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre).

Seguro DPVAT-como acionar o seguro dpvat

O grande obstáculo é que muita gente desconhece, não sabe quem tem direito ao DPVAT ou tem dificuldades em acioná-lo para ser indenizado. Com isso, a própria vítima arca com as despesas médicas, às vezes, permanente, como em caso de invalidez.

Portanto, entenda o que é e como dar entrada no seguro DPVAT.

O que é DPVAT?

DPVAT é um seguro social obrigatório e atuante desde 1974, que paga vítimas de acidentes de trânsito (motorista, passageiro ou pedestre), incluindo seus beneficiários (em caso de morte da vítima).

Não há necessidade de apurar a culpa do acidente ou do motorista estar em dia com o pagamento junto a seguradora Líder, administradora do seguro.

Ainda que não signifique perda do veículo, juros ou multa pelo não pagamento, estar em dia com o seguro DPVAT – pago anualmente assim como o IPVA – garante que o proprietário não arcará com as despesas integralmente, em caso de acidente.

Como dar entrada no seguro DPVAT?

Para acionar o seguro DPVAT, é preciso entrar em contato com a seguradora em um dos seus postos de atendimento, munido da documentação de acordo com a cobertura indenizatória. De todo modo, os documentos necessários são:

  • RG, CPF, comprovante de residência;
  • B.O (Boletim de Ocorrência) do acidente;
  • Atestado de óbito (em caso de morte) e documento que atesta a relação familiar com a vítima;
  • Conta corrente ou poupança para receber o seguro (em caso de não possuir uma conta, o Governo auxilia na abertura de uma conta poupança sem custos);
  • Notas fiscais ou outros comprovantes de gastos médicos;
  • Laudos médicos que comprovem a invalidez ou o impedimento de trabalhar por causa do acidente.

O seguro deve ser solicitado em até 3 anos após a data do acidente, e as vítimas recebem o pagamento em até 30 dias após o pedido. Confira abaixo os valores de indenização:

  • Em caso de morte: R$ 13.500;
  • Invalidez permanente (dependendo da gravidade): até R$ 13.500;
  • Reembolsos médicos (DAMS): até R$ 2.700.

O que o seguro DPVAT não cobre?

O DPVAT não cobre danos nos veículos, como incêndio, roubo ou colisão. Também não oferece cobertura a multas ou tributos atribuídos ao veículo acidentado nem acidentes causados por radiação de certos combustíveis ou aqueles provocados por trens.

Sendo assim, o seguro DPVAT é um valor pago a todas as pessoas que sofrem acidente em território nacional, causado por um veículo automotor.

O valor que os proprietários desses veículos pagam obrigatoriamente todo ano, ajuda a custear o atendimento médico-hospitalar no SUS às vítimas de trânsito, a fazer programas de prevenção a acidentes e a pagar a indenização.

Portanto, se o dono de um carro não quiser custear sozinho as despesas, não deixe de pagar a seguradora. E se você foi vítima ou é beneficiário, procure um posto de atendimento para acionar o seguro DPVAT.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *