Sintomas de ansiedade: Você sofre desse mal? Veja os sintomas e como tratar

A negligência quanto a doenças psicológicas e mentais é histórica. Até nos dias de hoje, com tanta modernidade e tecnologia, ainda existem alguns que tratam sintomas de ansiedade e depressão como “frescura” ou “preguiça”, só percebendo o pior em situações gravíssimas mais a frente.

Sintomas de ansiedade Você sofre desse mal Veja os sintomas e como tratar

Entretanto, esta é só uma parte do problema. Existe também, certas vezes, uma dificuldade do próprio indivíduo em identificar a doença que o acomete, já que sua chegada é sutil e silenciosa.

Mas, com uma boa dose de atenção e ajuda é possível tratar e perceber os sintomas de ansiedade e outros transtornos psicológicos. Além do mais, é uma doença como qualquer outra e, de maneira alguma, deve gerar vergonha ou medo. É necessário coragem e uma rede de apoio.

Como perceber?

Muitos se negam a admitir ou mesmo negligenciam descaradamente sua situação mental quando o assunto é ansiedade ou qualquer outra doença do tipo. Existe um tabu na hora de tratar este tipo de doença onde a vítima se sente compelida a mentir e a esconder.

Algo assim certamente não aconteceria com uma dor de barriga ou uma inflamação, pois a dita “doença física” (como se mente não fizesse parte do corpo) é mais aceita que os arroubos da mente.

Contudo, os sintomas da ansiedade são, na mesma medida da sua sutileza inicial, aterrorizantes. Algo que, no começo só incomoda, mais tarde pode paralisar ou destruir.

Obviamente o objetivo do texto não é amedrontar aqueles acometidos por isso, mas encorajar a pedir ajuda e mostrar as consequências de ignorar-se, por se em segundo plano. Este é um dos principais erros, mesmo que possa ser um erro cometido por conta da própria doença.

Quanto aos sintomas, eles aparecem de várias formas. Uma das principais é o sono.

Pessoas que sofrem de ansiedade possuem uma rotina de sono muito irregular. O mesmo momento de dormir pode durar 12 horas como pode ser 30 minutos depois de uma noite virada em claro.

Obviamente existem pessoas que trocam o dia pela noite e isso é uma escolha perfeitamente racional. Entretanto, a não escolha deste fato, a falta de capacidade de dormir ou de acordar na hora, isto sim pode ser um sintoma sério de ansiedade.

Outro dos sintomas de ansiedade é o pensamento fixo e o coração acelerado. A paranoia dentro de um aspecto só da vida pode ser um indicador que a ansiedade vem e vem forte.

Comum também em surtos nervosos, essa característica atrapalha o funcionamento da mente no dia a dia, nos deixando distraídos e relapsos com outras pontas da existência.

Uma sensação de agonia e um pesar no peito vem aqueles que sofrem deste mal, um aperto que percorre o corpo e a tristeza ou vazio profundo.

Obviamente existem motivos psicológicos e físicos para isso e, por conta disso, o melhor tratamento é procurar ajuda médica. Obviamente que a ajuda dos pais, amigos, familiares, colegas, vizinhos ou qualquer rede de apoio possível é extremamente válida.

Ainda mais que, tratando-se de sintomas de ansiedade, não existe um padrão pré-imposto quanto a intensidade. Por isso mesmo estar cercados de pessoas cientes de sua situação e prontas a ajudar é uma boa iniciativa.

Outros exercícios como: respiração controlada, visualização, meditação e um sono regular também ajudam a aplacar os sintomas da ansiedade.

Por fim, a ajuda médica supracitada. Não é preciso ter vergonha de procurar psicólogas, terapeutas ou psiquiatras. É uma doença e, com tal, precisa de acompanhamento.

Logicamente que, em alguns lugares, essas consultas são caras e alguns remédios passam a faixa do acessível. Mesmo assim, ainda existem cuidadores do assunto em faixas de preço popular e que podem muito bem ajudar nessa luta.

Os sintomas de ansiedade são só um prelúdio de uma doença, um alerta. Contudo, saber desse alerta e conseguir ouvi-lo com clareza pode gerar um tratamento imediato e uma melhora muito mais fácil do que quando a doença avança. É o mais aconselhável a fazer, o melhor para a saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published.